Bárbara Lemos
Follow me

CICLO INTENSIVO DE REABILITAÇÃO: as 2 primeiras semanas…

CICLO INTENSIVO DE REABILITAÇÃO: as 2 primeiras semanas…

Sou mãe galinha…

Sempre o fui e sempre hei-de ser… e a pior coisa que me podia acontecer era ficar afastada de uma das minhas filhas. Mas as circunstâncias nem sempre são fáceis e pela primeira vez tive de me separar por uns dias da minha pequenina. Quem me conhece consegue imaginar o quanto chorei, o quanto me está a custar, mas tem de ser…

 

A separação foi terrível, com os olhos lavados em lágrimas eu queria ter sido forte e não me despedir da minha Rafinha a chorar, mas… não consegui! Foi mais forte que eu, abracei-me a ela a chorar e a pedir-lhe desculpa por ter de vir embora para trabalhar. Passei o dia a chorar de 5 em 5 minutos. Eu sei que a Rafinha está super bem, não poderia estar em melhores mãos, afinal está com a mulher que me criou, a minha mãe, a nossa Mimi. Mas quem não está bem sou eu…

 

Graças à ajuda de TODOS, a minha pequenina, a nossa princesa sorridente, está neste momento na clínica CHS-CEI em Braga a fazer um ciclo intensivo de reabilitação e eu não posso estar presente durante as 2 primeiras semanas. Conseguimos angariar todo o dinheiro para o pagamento deste ciclo intensivo (e do próximo também) mas ter uma filha a fazer este tratamento implicaria ficar 5 semanas fora de casa e consequentemente, 5 semanas sem trabalhar. Não é possível, e depois como se pagam as contas do mês? Felizmente tenho o apoio da minha mãe para as 2 primeiras semanas e depois vou eu… e já falta tão pouco para eu estar com a minha princesa, daqui a poucas horas já lá estou …

 

E porquê realizar este ciclo intensivo? Desde os 9 meses que a Rafinha faz terapias aqui na nossa cidade: fisioterapia, terapia da fala, terapia ocupacional, hidroterapia e padovan. ADORO toda a equipa, estão a fazer um trabalho excelente com a minha bebé. Temos terapeutas fantásticos no Hospital Pediátrico, na Cáritas de Coimbra e também na Kids4u (integrada na Clinic4U). Um dia falo-vos de todos eles 😉 No entanto, chegou a altura de dar um empurrão, um ciclo intensivo de modo a fazer um “click” em que depois, consigamos potenciar os resultados durante as terapias ditas normais.

 

E já passaram 2 semanas deste ciclo intensivo.. Se por um lado estou longe, por outro sinto-me tão perto porque toda a equipa da CHS faz questão de me manter sempre informada mostrando toda a evolução da minha princesa, assim como de todos os métodos que estão a utilizar. Assim, este ciclo deverá ter a duração de cerca de 5 semanas, onde tem terapias 7h por dia, divididas regra geral por 2h de fisioterapia, 2h30 de terapia da fala e 2h30 de terapia ocupacional. Faz ainda ozonoterapia todos os dias.

 

Do plano de tratamento, fazem parte várias técnicas, inerentes aos vários métodos que estão a usar: Therasuit, Perfetti, Mnri e RMT. No therasuit, uma vez que a Rafinha já apresenta a marcha, o objetivo passa por corrigir e fazer o fortalecimento funcional, que é feito na gaiola (com gravidade uma vez que já tem movimento activo) além do treino funcional com o fato do therasuit; no Mnri e RMT estão a fazer a integração dos reflexos, essencialmente para cabeça, tronco e extremidades para poder melhorar a estabilidade, manutenção de posições e a visão periférica; e finalmente no Perfetti estão a trabalhar a componente visual e intencionalidade do movimento. Trabalham também a nível da terapia da fala muito com a consciência fonológica, a motricidade orofacial, entre outros; a nível da terapia ocupacional trabalham a compreensão não por imitação mas sim por generalização assim como as atividades do quotidiano. A Rafinha está em constante movimento e estão a trabalhar muito a estabilidade e a atenção focalizada de forma a manter a atenção nas tarefas. Claro que ainda há muito mais para se dizer, e um dia peço às terapeutas para fazer um resumo do trabalho com todos os termos técnicos, para quem quiser mais informações, este é apenas um breve resumo daquilo que uma mãe, que não é perita na área, consegue perceber…

 

Como forma de mostrar aquilo que tem sido feito, aqui ficam 3 fotografias tiradas durante as terapias: durante a terapia ocupacional com a terapeuta Sónia Silva, depois da colocação de bandas neuromusculares nos membros superiores e cintura escapular; durante a fisioterapia com a terapeuta Adriana Machado, com o uso do fato therasuit para correcção postural; e durante a terapia da fala com a terapeuta Flávia Fernandes, com o trabalho de motricidade orofacial no espelho.

 

 

O trabalho está a ser fabuloso e os resultados têm sido muito animadores. O que eu mais admiro nesta equipa é precisamente o facto de trabalharem em equipa, de se reunirem connosco periodicamente e tentarem saber as nossas preocupações, as nossas expectativas. É feito um plano personalizado para cada criança que não se cinge apenas à reprodução das diferentes metodologias mas sim parte de uma avaliação de competências, diagnóstico proximal e funcional, que na prática corresponde àquilo que pretendemos alcançar. É também incrível ver a forma como as próprias terapeutas vibram com as conquistas da minha princesa, mostram um grande carinho, um grande cuidado e um extremo profissionalismo. Apesar de longe, já me sinto parte da família da CHS, obrigada por isso…

 

Estou ansiosa por vos poder mostrar os vídeos que nos enviam, mostrar os resultados concretos deste ciclo intensivo. Vou dando o feedback de todo o trabalho feito…

 

 

 

 

 

 

No Comments

Post A Comment