Bárbara Lemos
Follow me

Irmãs: um amor para a vida toda

Irmãs: um amor para a vida toda

Fui filha única durante praticamente 9 anos e… não gostei! Tive de insistir muito, mas lá consegui o que eu mais queria: a minha irmã.

Fui mãe pela primeira vez em 2013 e foi nesse dia que percebi que tinha renascido e que tinha iria começar o papel mais importante da minha vida: ser mãe.

Fui mãe pela segunda vez em 2015 e foi mágico ver a reacção da Frederica ao nascimento da irmã, os olhinhos dela brilhavam e mesmo sem perceber exactamente as implicações que aquela bebé teriam na sua vida, o carinho e o amor já lá estavam. E consegui recuar muitos anos (não interessam quantos.. lol) e reviver tudo o que vivi no dia em que nasceu a minha querida irmã.

Uma irmã (ou irmão claro) é o melhor presente que um pai e uma mãe podem dar para um filho(a). Para mim, a minha irmã será sempre a minha pequenina, o meu orgulho, uma grande amiga e a melhor companhia do mundo. Até pode ser chata de vez em quando (ups…), até podemos discordar em alguns ideiais, mas sei que estará sempre do meu lado e ela sabe que eu estarei sempre do seu lado. Custa-me muito ver a relação de alguns irmãos, a distância entre eles, a falta de relação.. mas custa-me a mim porque não é de todo a minha realidade, não foi assim que cresci e que fui educada.

Quis as circunstâncias da vida que a Rafaela, a irmã pequenina da Frederica, nascesse com imensos problemas de saúde. Desde o primeiro dia que expliquei tudo à Kika, que a quisemos envolver em cada consulta, em cada conquista mas também em cada desgosto/desilusão. E é maravilhoso ver a relação das 2, a forma como a Kika protege a irmã, a forma como a mima e como fala dela.

A Kika sabe que a irmã precisará sempre da sua ajuda e é a própria que nos diz que irá sempre cuidar dela. Há uns tempos atrás li alguns depoimentos de pais de filhos “especiais” (um dia eu explico o porquê destas aspas) a dizer que não se sentiam bem em ter mais nenhum filho porque iriam estar a sobrecarregar esse filho com a tarefa de cuidar do irmão que precisa de ajuda. Desculpem, não concordo! Mas um dia irei falar sobre isto…

Um testamento tão grande apenas para dizer que sou uma mãe super orgulhosa das 2 filhas lindas que tenho e principalmente da relação de amizade, carinho e amor que existe entre as 2…

 

 

1 Comment
  • sameiro fernandes
    Posted at 23:33h, 10 Setembro Responder

    Olá D. Bárbara como vai a guerreira pequininha está melhor ? Espero que sim beijinhos e força você vai conseguir

Post A Comment